Quer chegar no seu casamento como uma rainha? Os carros da Carruagem Moderna são sua melhor chance de ter seu sonho realizado.

Temos o disputado PT Cruiser Conversível. Ainda não conhece? Então, vem com a gente!

Blog

Firmes na Areia

As convidadas em seus vestidos esvoaçantes coloridos, alguns longos, alguns midi, alguns curtos… mechas de cabelo ao vento que passa pelas cadeiras agitando todo o penteado… E lá vem os noivos, com os pés no chão, enquanto a fita de cetim na cintura da noivinha se agita tresloucadamente com o vento morno.

Sim! É um casamento na praia! Ai, que lindo! Daqueles que o carro da noiva para lá na rua e ela vem andando a pé até o altar, os pés na areia, ou num tapete que definitivamente não é aquele vermelho das igrejas… Daqueles em que o clima é tão tropical que falta pouco para entrar uma Carmem Miranda carregando as alianças! Que tudo!

Que ideia ótima! Mas… como se faz?

foto3

Primeira coisa: a escolha do lugar, que é totalmente diferente de escolher um salão. O casal tem a opção de casar-se em um hotel à beira-mar – que normalmente tem uma área de praia sob sua custódia – oooou casar em uma praia pública. E as diferenças na organização já começam por aí.

Escolher um hotel tem a praticidade de já englobar todas as taxas e licenças necessárias num mesmo pacote. Você aluga o espaço – que pode ser um salão interno ou então a própria faixa de areia – e no valor já vem embutido o aluguel e as taxas da prefeitura. É menos papel pra manejar, mas pode sair mais caro para o casal. Mas tem uma vantagem extra, que é o salão coberto para o caso de chover no dia da cerimônia e você precisar mudar tudo de lugar rapidamente.

Escolher uma praia pública tem a vantagem de pagar apenas a licença junto à prefeitura, mas aí o casal fica sujeito ao próprio público frequentador daquela parte da praia. Já pensou se o casamento for num feriado? Vai estar lotado! “E a segurança?” Pois é, nesse caso é interessante contratar um serviço de segurança para garantir que não entrarão penetras na festa.

Decoração diferente

foto4

A decoração de um casamento realizado nas areias da praia definitivamente não tem nenhum compromisso com aqueles realizados em igrejas. É tudo muito mais simples, mais light – e por tabela, até mais barato! As flores podem enfeitar apenas o “altar” montado para a cerimônia, que pode ainda receber tecidos e uma espécie de armação tipo tenda para ficar mais romântico. As fileiras podem ser decoradas ou não com flores; muitos casais optam por decoração alternativa feita com galhos secos fincados na areia, e nestes galhos, coloca-se flores desidratadas, ou laços de fita. Fica muito delicado e o custo é bem baixo.

Lembra do tapete vermelho? Na praia ele é dispensável, se você quiser, pois a própria areia faz o trabalho (as cadeiras dos convidados podem ficar sobre carpetes, o que vai criar a diferença entre a área onde eles estão e o corredor por onde os noivos passarão). Mas se fizer questão de um tapete ali, que tal um feito de fibras naturais, como se fosse daquelas esteiras de praia? Um must!

Isso se o casamento for de dia, não é? Porque se for de noite, você pode usar pequenas luminárias com minivelas dentro para enfeitar o altar e o corredor, e tochas para enfeitar o caminho até o local da cerimônia. Só tome cuidado para manter essas tochas a uma distância segura, especialmente se no local do casamento houver muito vento (e lembre-se das faíscas que as tochas soltam!).

Mas e as roupas?

O vestido de noiva pra um casamento na praia é sempre – SEMPRE – mais simples. Mesmo quando o casamento é de noite, não é adequado nem elegante usar aqueles megavestidos super elaborados que se usa em casamentos em igreja – a não ser que a cerimônia seja no salão do hotel; aí sim, o protocolo é o mesmo de um casamento na igreja. Mas se for na areia, mesmo de noite, o vestido será sempre mais simples. Os mais usados são aqueles tipo tubinho, mais soltinhos no corpo, com muito trabalho em renda e muitas vezes em tamanho midi ou então na canela. O arranjo de cabelo normalmente é simples: coroa florida, arranjo floral só de um lado da cabeça, tranças (embutidas ou não), cachinhos soltos… tudo para valorizar o cenário e usar o vento a seu favor. Igualmente, a maquiagem é levinha, inclusive de noite.

foto5

Os noivos, na maioria das vezes, usam conjunto de algodão cru, sendo que a calça é mais soltinha no corpo e frequentemente está dobrada até a canela, tipo “pescador de caranguejo (ou, como dizem em Minas Gerais: “pega-frango”). No lugar da camisa e do casaco do terno, uma bata na mesma cor. Se a cerimônia for noturna e ainda mantiver o ar informal, ele pode usar esse traje também; senão, uma calça social de cor clara e uma camisa social de manga curta resolvem. Pés? Descalços, meu amigo, sobretudo se a noiva estiver descalça também.

Quanto aos convidados, só roupas leves. Nada de ternos e gravatas, apenas roupas semelhantes à do noivo, bem despojadas. Ficar descalços ou não será opção pessoal de cada um. Voltamos a lembrar: se a cerimônia for no salão do hotel… protocolo de igreja: terno e gravata.

As convidadas estão liberadas para vestidos curtos e midis, floridos, soltinhos e arranjos mais despojados nos cabelos e na maquiagem. Rasterinhas estão liberadas (ufa!!), sejam elas daquelas mais simples, seja das mais elaboradas, com brilhos e pedrarias.

Gente, e a comida? O que eu sirvo lá?

Bom, já que o casamento é na praia, que tal frutos do mar? Um cardápio tropical, leve e colorido cai muito bem em casamentos assim! Mas como sabemos, muitas pessoas têm alergia a frutos do mar, então convém inserir opções para eventuais alérgicos a camarão e outros alimentos do tipo. Drinks coloridos e água de côco serão os melhores acompanhamentos desta cerimônia maravilhosa.

Imagina que lindo? Casar na praia?